23/12/2022

A todos um Feliz Natal ūüéĄ

A propósito, o que é um Santo Natal, é um Natal sem maldade nenhuma?

Prefiro um Feliz Natal a um santo, pelo menos aquele sei o que √©, felizmente. (l√° est√°) 

(estou aqui estou a fazer um Twitter a s√©rio para estes assuntos meio mortos coitadinhos) 

Velocidade furiosa 23 (de dezembro)

Vinha o autocarro lan√ßado desorientado a Norte a fazer-se √† rotunda de Moscavide com tanto entusiasmo que eu estaquei a montante da zebra para pe√Ķes um bocado admirada observando a faixa luminosa do ve√≠culo alternar os votos sazonais de Feliz Natal com a informa√ß√£o habitual da carreira. Vinha vazio. Passou que nem doido a dec√≠metros da minha barriga por op√ß√£o. Eu podia ter-me posto a metros. Estamos num pa√≠s livre.

21/12/2022

Bichos do dia

O solst√≠cio chega hoje, por isso a partir de amanh√£ os dias recome√ßam a crescer neste lado do planeta. Me gusta. Lo que no me gusta √© ter acordado √†s 4h36 sem jeitinho nenhum. Pelas 5h40 decidi ir tratar dos gatos – os quais j√° estavam a dar sinais – e de mim. Tratar de mim √†s 5h40 significa fazer caf√© e, no caso de hoje, tamb√©m duas torradas do p√£o que a Saminhas diz ser isento de gl√ļten. √Č o √ļnico que temos neste processo de tentar terminar os residentes de longa dura√ß√£o no congelador da casa. H√° limites.

Ontem as chuvas foram menos valentes do que se esperava e as ruas andavam sossegadas de carros devido a muita gente ter ficado em casa depois de mais uma mensagem curta proveniente da proteção civil nos ter avisado das possibilidades de cheias. (respirar) Goraram-nos as expectativas, portanto bastante bom.

Falta só dizer que, quando derrotada cheguei à cozinha para abrir uma latinha de comida para gato, ouvia-se, vindo da rua (e não de algum dispositivo inteligente), um chilrear produzido por mais de um pássaro. Abri a janela para confirmar. Como seria de esperar, não identifiquei a espécie. Antes estranhei em plena noite de solstício de inverno chilreios animados assim. Creio que deviam estar a dormir todos os bichos que são do dia, incluindo eu.

08/12/2022

Querida, não desconstruí as calças

H√° bocado, quando sa√≠ para a rua na busca de um ou dois v√≠veres inesperadamente faltosos para o almo√ßo, j√° n√£o era cedo. Mesmo assim, tomei o cuidado de optar pelo casaco mais compridinho que tenho. Aquela conversa de h√° um ano, nos saldos de uma loja modern√≠ssima situada nos centros comerciais mais palpitantes da atualidade, ainda n√£o foi digerida pelo outono da minha idade. A elegante vendedora de maquiagem perfeita garantiu-me, com o olhar mais firme e profissional, que as cal√ßas que ela se me propunha vender, muito muito muito confort√°veis e que parecem de pijama, n√£o parecem de pijama. Disse ela ainda, toda inteligente, que “√© preciso desconstruir” [a ideia de que as cal√ßas que parecem de pijama, parecem de pijama]. Ora eu fui mesmo atingida. Na mouche da minha fraqueza por saldos de lojas modern√≠ssimas situadas nos centros comerciais mais palpitantes da atualidade, dispus-me imediatamente a desconstruir ideias doidas como aquela de cal√ßas muito muito muito confort√°veis parecerem de pijama (senhores!). Portanto, valentemente a caminho do natal de dois mil e vinte e um como ali est√°vamos, comprei-as.

Hoje, passados doze meses, ainda me detenho com as cal√ßas na m√£o antes de me enfiar nelas, ponderando avisadamente se precisarei ou n√£o de ir √† rua levar as marotas a passear. Tipo n√£o adoro que os meus vizinhos, os quais provavelmente n√£o fizeram qualquer evolu√ß√£o no sentido da precisada desconstru√ß√£o, me vejam de pijama.

07/12/2022

Também se chama tempestade

Chove muito, troveja e está vento. As estradas já estão alagadas com a água a dar pelo meio dos pneus e notei, quando vinha do jantar com a Carla, que o piso menos três do estacionamento do Vasco da Gama estava tipo mar, sim, fazia ondinhas.

Vinha cheia de sede e de repente irritei-me com o automobilista que não respeitou as prioridades e se meteu todo à minha frente no meio da chuva; dei-lhe luzes. Era um tvde, talvez andasse à procura de algum cliente escondido pela trovoada muito confuso. Senti remorsos, engano-me quando sou intolerante. Os tvde agora já não oferecem aguinhas nem rebuçados ou musiquinha ao gosto do freguês, mas não foi por isso, claro. E penso que também se vão esquecendo de lavar o carro duas vezes por dia, especialmente por dentro.

03/12/2022

Ou agendas muito boas e livros mesmo lindos

Subscrevi a assinatura do P√ļblico desmaterializado para ler o Miguel Esteves Cardoso, o Miguel Esteves Cardoso e o Miguel Esteves Cardoso. Neste momento n√£o estou a ver o que andei c√° tanto tempo a fazer sem ler o MEC em doses bastante industriais e de prefer√™ncia di√°rias. Mas a verdade √© que me havia enfiado imenso no Di√°rio de Not√≠cias e no Expresso em assinaturas de longa dura√ß√£o e uma pessoa n√£o pode ter tudo. 
O Expresso é um querido, mas chatíssimo de ler na versão desmaterializada, já agora insisto, devido à maneira de ir andando pelas páginas. Perco-me sempre ali toda e depois é um sarilho para encontrar a saída. Então respiro fundo e vou-me agarrar a um cafezinho.
O Di√°rio de Not√≠cias conquistou-me materializado nos ver√Ķes dos anos oitenta, na praia grande, particularmente √†s ter√ßas-feiras. Aquilo eu n√£o descansava enquanto n√£o me estendesse no areal a encharcar-me em cr√≥nicas nas folhas do suplemento. Mas agora deu em an√ļncios aos saltos constantemente a ocupar bocados da j√° de si diminuta √°rea de leitura, este ecr√£zinho em que escrevo. Portanto acabaram-se os amores na vers√£o, vamos l√°, desmaterializada do DN. (As folhas derivadas da pasta para papel eram t√£o sossegadinhas.) 
Mas enfim, sempre foi muita √°rvore poupada. J√° basta as que consumo avidamente em agendas mesmo lindas e livros muito bons.