a voz à solta


Se leio, saio de mim e vou aonde me levam. Se escrevo, saio de mim e vou aonde quero.

24/10/2017

Um post e peras!

Continuamos na cozinha. Na cozinha há cores, cheiros, processos, químicos, mas quase sempre saudáveis, algum glúten contra o qual eu não sou, lactose fresca vinda de Espanha, lê-se na etiqueta, e peras. E peras é mesmo e peras. Uma pessoa apesar de ter lactose espanhola no frigorífico (a pessoa faz de conta que não sou eu) tem empenho em comprar fruta nacional, o que leva a pessoa a comprar sacos do tipo embalagem fechada que trazem muitas peras, mas que jeitosinhas. Pelo aspeto devem ser umas trinta. Mas tendo todas deitado pouco corpo, o otimismo trata do resto e a pessoa pensa – ah, isto comem-se duas de cada vez ou três.
Depois passam-se os dias, as semanas e as peras continuam no cesto a fazer vezes de fruteira em verde (as peras) adiando a hora de se darem a comer (o cesto, castanho). Sucede que veem as peras chegar e partir vários cachos de bananas e uvas pretas e brancas, comem-se muito bem, algumas demãos de laranjas de mesa, maçãs reinetas à grande (a pessoa adora maçãs reinetas) e várias batatas doces muito feias para a sopa (éne sopas). Até que um belo dia a pessoa chega à cozinha dando os bons dias às peras enquanto faz o café, já a pessoa conhecendo bem as da camada superior, olá peras, e eis que se nota perfeitamente que se passaram para o amarelo as peras. Todas (a pessoa inspeciona as camadas inferiores).

De modo que umas dezoito hão de atalhar para o lixo, uma vez que (1) a pessoa não teve sete filhas para dar conta da totalidade das peras em tempo útil, (2) os comensais residentes não se dispõem a arranjar uma indisposição de frutose mesmo sendo nacional e a pessoa gostava imenso de (3) saber como se viram as outras famílias não numerosas que também acolhem por tempos um saco de peras e peras!

23 comentários:

  1. experimenta embebedá-las... é a melhor forma de comer pêras :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Manel!
      Isso é uma ótima ideia, obrigada. Embora descascar tanta mini pera.... ugh.
      :-) (bom ver-te de volta)

      Eliminar
  2. eu acolhi um saco de maçãs, primas dessas peras, que também viram passar por elas bananeiras inteiras, ameixas e algumas peras tipo essas.
    ora, ensinou-me um vizinha que quando isto acontece, junta-se toda a fruta que está quase a passar-se para o lado de lá (é bom se for fruta variada), parte-se aos bocadinhos, deita-se num tacho com a metada do peso da fruta em açúcar, dois paus de canela e um cálice ou mais de vinho do porto e deixas cozer cozer cozer até te parecer que está como quiseres. chama-se a isto (diz a vizinha) canalhada. depois preparo pão com manteiga de amendoim, deito-lhe a tal de canalhada e por vezes duas fatias de queijo, e serve de lanche na faculdade dos rapazes, ou lanche, ou o que for...
    ufa...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, estás peras têm primas na versão mini maçãs, que são mais robustinhas e não apodrecem todas em sintonia. :-)
      Obrigada pela dica, ana. E manteiga de amendoim é uma excelente ideia.

      Eliminar
  3. Bolo de pera :)
    18 colheres de farinha, 18 de açúcar, 18 de leite, 2 de manteiga, 4 ovos e muitas peras aos quadradinhos, canela, ou misturada na massa ou para polvilhar. Uma delícia :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E deve ser, mesmo.
      Nunca fiz bolo de pera, vou experimentar.
      Obrigada pela receita, GM. :-)

      Eliminar
  4. não consigo sugerir nada pois sofro daquele estranho gosto de só apreciar pêras rocha bem verdes e mais duras que um bloco de cimento!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, eu sei o que isso é. Também comi muitas assim em pequena, e eram umas perazorras!
      Olá il. :-)

      Eliminar
  5. Crumble de peras, que tal?

    As peras, corta-las aos pedaços e tempera-las como quiseres, mas aconselho que não passes ao lado de sumo e raspa de um qualquer citrino, açúcar e canela
    O crumble, diz-se que se faça com partes iguais de farinha, açúcar, manteiga e flocos de aveia, usualmente um cup de cada, que misturas até chegares a uma massa esfarelada
    Mas olha que podes fazer a coisa por baixo (calorias e coisas assim) se usares um açúcar fru-fru e cortares um quarto à quantidade da manteiga
    Juntas as partes numa tarteira ou coisa do género, com a primeira das partes por baixo e a segunda a modos que a cobrindo toda muito bem, levas ao forno uma meia hora e vai daí, pumba

    Claro que isto sou eu a dar-te uma receita que às tantas sabes fazer de olhos fechados, mas pronto, fica a intenção

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gina... Eu não faço receita nenhuma de olhos fechados, o mais certo era dar um corte num dedo à primeira descascadela.
      Tu sim és uma cientista da cozinha. Portanto tentarei não passar ao lado da raposa e sumo de um citrino. Onde se lê raposa é para se ler raspa. Este telefone onde escrevo já disse que é inteligente mas não muito.
      Vou guardar a receita, obrigada.
      Gosto tanto dos meus leitores.:-)

      Eliminar
  6. Oh! A pessoa escreveu um texto espectacular! Pois em minha casa senhora pessoa, as peras chegam em sacos de 5 ou mesmo 6. E são para o raquítico, sim. Mas, graça divina, não amadurecem todas ao mesmo tempo. Segredo: procuro um saco que já as tenha em gradação diversa. E passada uma semana é só ir comendo nelas. Pôr-lhes as pêras a oito, mesmo sendo só cinco ou seis.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah... isso é muita estratégia, a de procurar um saco em gradação!
      Mas bea, com tantas receitas maravilhosas que se podem ler acima, vou mas é muito em breve comprar mais umas noventa peras, vou vou. :-)

      Eliminar
  7. Ultimamente, dado que este blogue virou-se para a cozinha, não o posso comentar! Como devia! Buah!

    Eu e cozinha só nos damos bem na parte de ingerir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Diogo, este blogue nasceu na cozinha (sério), mas não creio que se vire muito para ela, que esta pessoa não é lá grande cozinheira...
      Os teus comentários são muito bem-vindos, ai são. :-)

      Eliminar
  8. Duas sugestões, uma compota. Lavar muito bem as pernas descasca-lãs e colocá-las num recipiente com água e sal. Quando estiverem todas descascadas, colocar em meias luas num tacho, de modo que não se veja o fundo. Acrescentar uma pitada (generosa) de sal, ligar o lume, tapar. O sal faz o líquido da pêra sair e torna-a muito doce. Pode deixar cozer até a fruta quase se desfazer, tendo cuidado para não deixar queimar (acrescentar um pouco de água, à medida que o líquido da pêra seca).
    Colocar em frascos muito bem lavados e pequenos. Fechar de maneira a que saia o ar. Pode ferver os frascos dentro dum tacho ou panela de pressão durante 20 minutos. Deixar arrefecer e guardar. Consumir à medida que se forem abrindo, podem guardar-se no frigorífico depois de abertos e não deve exceder uma semana para consumir.
    Segunda alternativa, tudo igual mas em metades, coze até secar o líquido quase todo. Engrossar uma colher de sopa de maizena com um pouco de água, acrescentar ao tacho (ainda ao lume) que se vai "rodando" em cima do fogo. Polvilhar com limão ou laranja ralados, amêndoa palitada e umas sultanas (opcional).
    Pode fazer esta última receita com maçã ou com maçã e pera. Em qualquer dos casos, é uma sobremesa óptima e não tem qualquer açúcar nem gorduras, que não consumo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Paula, bem-vinda :-)

      Muito obrigada pelas duas sugestões. Vou guardá-las para uma próxima oportunidade. Sendo assim receitas sem açúcar adicionado, serão especialmente apreciadas em certos fóruns (que eu cá conheço) :-)

      Eliminar
  9. Susana
    Pode ainda experimentar cozer as peras com abóbora hokaido, com sal e um mínimo de água (casca de limão é opcional). Quando bem cozidas, triturar com a varinha. Servir polvilhado com canela. Parece doce de ovos...
    Bons cozinhados;):):)

    ResponderEliminar
  10. Abóbora hokaido?! dessa nunca tinha ouvido falar: tem alguma ligação com a ilha japonesa do mesmo nome?
    Muito obrigada por mais esta receita, Paula. Isto é que vai ser um 2018 e peras, está-me a parecer! :-)
    (ainda estamos em outubro, mas eu já estou a estender a massa de todas estas receitas e ela entrou pela agenda de 2018 adento cá no meu entender)
    Bom domingo, Paula (depois irei contando dos resultados)

    ResponderEliminar
  11. por causa deste post, menina Susana, ouça bem, por causa deste post, ontem comprei pêras (bem doces, no lidl) e tenho-as comido com iogurte natural, framboesas e linhaça. top! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. (ou seja, és uma influenciadora!)

      Eliminar
    2. Agora não sei muito bem o que hei de escrever sem denunciar que fiquei um bocado vaidosa. :-)
      E essa tua receita de peras, querida flor, mantém-te, aposto, as pétalas borrifadas.
      (Os blogues permitem estas influências, que são mútuas, que são boas :-))

      Eliminar